Você será um protagonista mais cedo ou mais tarde

Existe uma verdadeira revolução acontecendo no universo das carreiras mundo afora. Já se foi o tempo em que era orgulho trabalhar em uma mesma organização anos a fio. Isso porque as pessoas estão buscando novos desafios que nem sempre são oferecidos por uma mesma instituição.

E com tanta rotatividade de pessoal, ganha espaço a contratação de prestadores de serviço – pessoas de fora da organização contratadas para prestar serviços em áreas em que são especializadas. São consultores, profissionais autônomos e os chamados freelancers.

Nesse novo formato de carreira, os profissionais passam a atuar não mais como pessoas físicas, e sim como pessoas jurídicas. Ou seja: os profissionais não são mais contratados diretamente pelas organizações com carteira assinada; mas, como especialistas para realizar determinado projeto.

A contratação passa a ser feita, então, entre pessoas jurídicas, mesmo que de um dos lados a organização seja constituída apenas pelo profissional. É o que há muito acontece com algumas categorias de profissionais liberais como contadores e publicitários.

Apesar dos riscos e desvantagens aparentes desse novo formato de carreira, os profissionais que fizeram essa opção relatam serem mais realizados por atuarem com o que gostam e terem maior flexibilidade de horário.

E esse é o formato típico de carreira de protagonistas e empreendedores. Por isso o termo eu-empreendedorismo. Muitos empreendedores iniciam seus negócios como profissionais autônomos, prestando serviços em áreas em que já são especialistas, emitindo nota fiscal e fazendo o comercial para garantir novos projetos.

Os empreendedores são por essência grandes gerenciadores e protagonistas de sua carreira que decidiram criar seu próprio negócio baseados em suas especialidades.

Fato é que o aumento da preferência por esse tipo de contratação aumenta a cada dia e dá provas de que veio para ficar.

Quer você queira, quer não, você também terá que considerar se tornar um protagonista de sua carreira.

sobre mim

Deixe um comentário